Marketing de proximidade: o futuro da publicidade mobile

Por 6 de maio de 2016 Destaque Sem comentários
capa-1

A transição do desktop para o mobile trouxe consigo mudanças interessantes na maneira que as marcas se comunicam com o público. Em meio a uma avalanche de novas mídias e tecnologias, o mobile marketing surge como um promissor canal para que as marcas entrem em contato direto com o seu público no momento mais pertinente possível.

“Para que serve o marketing de proximidade?”

A lógica é bem simples: a partir do momento em que você sabe quais são os locais mais frequentados pelo seu público-alvo, fica bem mais fácil compreender quais são as necessidades, interesses e hábitos de consumo dele.

Com o uso dessa tecnologia, já é possível entregar um anúncio no celular de um usuário que esteja próximo ao ponto de venda de um cliente seu e até mensurar quantas visitas físicas ocorreram graças a um anúncio.

“Quais são as principais tecnologias que permitem esse tipo de interação?

Beacons

A partir da transmissão e recepção de sinais bluetooth, os beacons são capazes de enviar mensagens para usuários de acordo com a localização deles dentro de um ambiente físico. Para ter acesso a esse conteúdo, o usuário deve instalar o aplicativo da loja com a qual ele deseja interagir.

A grande limitação dessa tecnologia é a impossibilidade de interagir com usuários que estejam fora do local onde os beacons estão instalados.

 

Geolocalização

A tecnologia de localização indoor, por não necessitar da instalação de hardwares, dispõe de possibilidades mais variadas. Além de se comunicar com o usuário que esteja dentro de uma loja específica, a tecnologia também permite que as marcas se comuniquem com usuários que estejam em áreas de interesse como, por exemplo, lojas concorrentes.

Isso só é possível graças à união de três sinais transmitidos por qualquer smartphone: wifi, acelerômetro e campo magnético. Ou seja, essa tecnologia permite que a campanha se comunique com o usuário em qualquer lugar, a qualquer momento.

Toda a precisão e variedade de dados oferecidos pela tecnologia de geolocalização indoor permite que o profissional de marketing segmente as suas campanhas de forma muito mais exata, inclusive, evitando que a verba publicitária seja desperdiçada com o público errado.

O marketing de proximidade veio para ficar. As pessoas não estão mais dispostas a serem bombardeadas com publicidade que não esteja integrada ao contexto em que elas se encontram. Por isso, as marcas que usam o marketing de proximidade não estão apenas saindo na frente, elas estão falando com quem realmente está interessado em ouvir o que elas têm a dizer.

Fonte: Plugcitário

Deixe um comentário

22 − = 14